06 fev

O avanço do mobile também chegou ao mercado brasileiro de games. O smartphone já é a plataforma mais utilizada pelos gamers no País. Com 82,8% da amostra, o telefone inteligente ultrapassou computador/notebook, 71,3%, que era líder até então. Na sequência aparecem consoles, com 56,2%, tablets, com 37,4% (6.4 pontos percentuais a mais em relação a edição anterior), e smartTV, com 6,1%.

Os dados são da pesquisa Game Brasil 2015, realizada pela Sioux e pela Blend New Research. O levantamento, que está em sua segunda edição, aborda os hábitos de consumo de games no segmento mobile (smartphones e tablets), em consoles e computadores, e o comportamento de pais e filhos em relação ao uso de jogos nos momentos de lazer. Foram realizadas 909 entrevistas no mês de janeiro com pessoas de 25 estados e do Distrito Federal.

Embora o smartphone seja a plataforma mais usada, o jogador brasileiro tem perfil multiplataforma: 78,6% dos entrevistados jogam em mais de um dispositivo. “O mercado mobile se consolida como a maior plataforma de jogos, porém a barreira da compra continua sendo o maior desafio para quem desenvolve, uma vez que 75% das pessoas só fazem downloads gratuitos” afirma Guilherme Camargo, CEO da Sioux. Dos que consomem jogos e aplicativos pagos, 41,5% gastam até R$ 10,00 mensais.

Os anunciantes podem ajudar a aumentar a penetração dos games. Mais da metade da amostra (66,4%) aceita baixar jogos gratuitos com anúncios publicitários. No entanto, apenas 35,6% afirmam que os anúncios não atrapalham a performance.

A plataforma Android se manteve na liderança. Mais de 75% dos usuários do segmento de smartphones usam o sistema operacional do Google. Em segundo lugar aparece o iOS, da Apple, com 11,1%. O Windows Phone, da Microsoft, tem 7%. Já na disputa entre os melhores aparelhos, Apple e Samsung, com 33,6% e 33,2% respectivamente, brigam pela ponta. Entre os tablets, o sistema Android também é líder com 78,8% de usuários contra 16,4% do iOS.

Já em termos de consoles, o Xbox 360 é o mais popular, com penetração de 42,9%. Em segundo lugar está o PlayStation 2, com 38,9%, e o PlayStation 3, com 30,3%. As novas gerações de consoles aparecem no final da lista. São eles o PlayStation 4, com 10,4%, o Xbox One, com 7%, e o Wii U, com 2,2%.

A aquisição dos videogames acontece principalmente no varejo nacional, que é responsável por 63,9% das vendas, seguido pelo mercado paralelo, com 17,1%, e pelas viagens internacionais, com 14%. A compra dos jogos, por sua vez, ocorre principalmente nas lojas físicas de varejo (52,7%) e nas lojas online (33,3%). Apenas 7,6% compram diretamente nas plataformas online como Xbox Live e PlayStation Network.

Fonte: Meio & Mensagem

Leave a Reply